Total de visualizações de página

domingo, 6 de janeiro de 2013


04/01/2013

É bom esclarecer, as sessões ordinárias da Câmara devem se iniciar apenas no próximo mês. Mas, estou no aguardo do agendamento de alguma sessão extraordinária. A composição administrativa da Câmara está praticamente acertada, não fui chamado para dar nenhuma opinião, mas ainda assim, quando procurei o presidente eleito para conversar, dei-lhe alguns nomes, não sei se serão convocados, até agora não foram, mas estou na expectativa e caso o sejam, deixo seu registro aqui.



Hoje fui conversar com a Sra. Jacyra Ortiz, a seu convite, e fui surpreendido com uma série de boas idéias para nossa cidade, sendo que me prontifiquei a esforçar-me para erigi-las, sempre dentro de meus limites. Uma das idéias, que nasceu do nosso encontro, foi formarmos um banco de dados de pessoas que poderiam se dispor a serem VOLUNTÁRIAS em obras sociais de nossa cidade. Isto seria algo maravilhoso, se funcionasse, pois agregaria valores e viabilizaria obras assistenciais muito relevantes. D. Jacyra é uma ex-funcionária da Escola Luisa Gomes, onde trabalhou por 28 anos seguidos. Seu saudoso marido, Sr. Ivan, trabalhou na Colônia Santa Fé. Questionei-a sobre saber do extinto preventório, local para onde eram levadas as crianças recém-nascidas, filhas dos hansenianos ali internados. Ela me disse que muitas dessas crianças eram posteriormente alunas do Luisa Gomes, e chamou atenção para a carência que ali expressavam. Daí, conversamos sobre a necessidade de se fazer um trabalho de aproximação entre mães e filhos, quando precisam se afastar, como entre as detentas e seus filhos.







Mais tarde, fui visitar e levar meu desejo de fazer parcerias em futuras iniciativas, a Maria Angelica Raphael, presidente da UTAM (União Tricordiana das Associações de Moradores), entidade que congrega cerca de 56 bairros. Neste momento, a UTAM está se empenhando em uma Campanha para arrecadação de Material Escolar, algo muito necessário e ao qual devemos nos envolver por facilitar o acesso digno à educação para os mais carentes de nossa cidade. Quem puder doar, deve-se dirigir à sede da UTAM, à Av. 7 de setembro, 118, ou até localizar Angélica aqui pelo face para qualquer contato. É uma iniciativa meritosa e urgente.






Saindo da UTAM, flagrei esta senhora, na foto abaixo, vítima de um acidente vascular cerebral, tentando atravessar a linha do trem com sua bengala. Pensei no quanto precisamos pensar em questões de ACESSIBILIDADE em nossa cidade.
 






Nenhum comentário:

Postar um comentário