Total de visualizações de página

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013


18/01/2013

Anteontem fui até a PADARIA SÃO THOMÉ a convite do Sr. Osvaldo, seu proprietário. Ali ficamos eu e o vereador Luciano Vovô ouvindo histórias sobre a política tricordiana. Sr. Osvaldo, ainda muito combalido pela perda de seu filho há alguns meses, vítima da violência inescrupulosa que assola famílias em nossa cidade, entre recordações de seu filho querido, nos relatou suas experiências como vereador que foi por três mandatos. Sua singularidade na atenção que sempre dedicou aos mais necessitados é contagiante. Exortou-nos a seguir seu exemplo na atenção que devemos dispensar aos menos favorecidos. Também conversamos sobre o gosto amargo que experimenta quem procura se diferenciar nesta seara, estando ele ciente dos últimos acontecimentos em nossa casa legislativa. Fica sua nobreza como exemplo, e meu contentamento em ter conseguido arrancar-lhe um sorriso em seu rosto que conta seus 82 anos de vida.









Também visitei a mais nova aquisição cultural de nossa cidade, a Livraria PORÃO DA TORRE, de propriedade da Sra. Ana Alexandrina Vilhena Sant’Ana, situada no subsolo do edifício King’s Tower. Finalmente estamos novamente amparados por esse recurso ao saber. Vida longa à livraria!








Nesta tarde perambulei pelo PARQUE INFANTIL de nossa cidade, fui ver como anda aquele espaço. Percebi-o muito bem cuidado e bem freqüentado. O zeloso servidor que ali estava, Marcos, fez questão de mostrar seu trabalho e pediu-me para interferir nos órgãos responsáveis para que providenciassem água para o sanitário feminino, água para as torneiras e água para beber. Em todo parque observei placas com frases apelando para o cuidado ao meio ambiente, identificadas com nomes das escolas municipais, que reproduzo algumas aqui, num intuito de divulgação.






















Mais tarde fui ao CRISTO REI, onde estão alocadas algumas famílias, vindas do cinturão verde, que estavam com suas casas sob risco de alagamento em caso de enchente. Elas estavam resguardadas nas salas daquela escola, junto de seus móveis. Os números que levantei, hoje, indicam 36 pessoas na Escola Celso Banda, 35 pessoas na Escola Maria Evani Gomes Teles, 13 pessoas na Escola da Flora, e 36 pessoas no Cristo Rei. Diariamente o pessoal da Defesa Civil lhes fornece alimentos próprios da cesta básica. Pelo que me disseram ali, quem puder ajudar com outros mantimentos será bem-vindo.








Na próxima segunda-feira, às 18h, estaremos recebendo na Câmara Municipal, o Sr. Ulisses Ferreira Pinto, secretário de governo, que, em nome do Executivo, falará sobre o Projeto de Lei Complementar a nós enviado e sobre o qual já falei anteriormente.




Nenhum comentário:

Postar um comentário