Total de visualizações de página

domingo, 3 de agosto de 2014

03/08/2014

PROFESSOR TONINHO: A CIDADE AGRADECE SUA DEDICAÇÃO!


“ESTÁ NASCENDO MAIS UMA GRANDE GERAÇÃO DE VOLEIBOL!”

Antônio Claudio de Resende, ou melhor, TONINHO, é professor de Educação Física, 53 anos, natural de Conceição do Mato Dentro, ex-integrante da equipe da Seleção Brasileira de Vôlei, onde atuou por 17 anos, e, para nossa sorte, atual coordenador do VÔLEI tricordiano!

Sua equipe em nossas terras conta também com os brilhantes professores Mario Luis Paixão Dantas, Antenor Geraldo Quirino Passos Leite e Bruno Henrique de Souza: é um prazer vê-los atuar, a intimidade que têm entre si e a disposição para lidar com uma fase tão difícil da vida como é a adolescência.


O clima dos treinos e dos jogos inspira saúde e o aprendizado do valor de se trabalhar em equipe. É um aprendizado para quem está na quadra e para quem está do lado de fora. E, sobretudo, as histórias que Toninho coleciona de resgate dos seus ‘meninos’, são emocionantes e traduzem sua forma de ver o mundo, como um lugar de direitos à vida.


A equipe coordenada por Toninho acabou de amealhar mais uma conquista, o 1º lugar, ganhando de Poços de Caldas: o JOJU (Jogos da Juventude). Esta competição, conjunta ao JOJUNINHO (sub 15), é promovida pela ASSESMIG (Associação do Sul e Sudoeste de Minas Gerais), e envolve mais de 60 cidades em fases classificatórias que têm competições de vôlei, basquete, handebol e futsal, nas categorias, masculino e feminino. Vale anotar que o basquete tricordiano feminino ficou em 2º lugar nesta competição.

Nosso vôlei disputa diversas competições ao longo do ano, promovidas pela Assesmig, pelo Governo do Estado (JEMG), e pela Liga Sul-Mineira de Vôlei, e amanhã (04/08), irão para Uberaba para disputar a fase estadual do JEMG, esperando ganhar para representar Minas Gerais no campeonato brasileiro escolar (JEBS).

Para tanto, contam com diversos patrocinadores, restaurantes que alimentam os seis atletas de fora, firmas que bancam o aluguel da ‘casa dos atletas’, estrutura de fisioterapia, taxas da Federação Mineira de Vôlei, o transporte dos atletas e a dedicação dos professores (PMTC), além da utilização das quadras para treinos: Kerry do Brasil, Fisiocenter, Max Forma, Restaurante Calabresa, Restaurante Cheiro Verde, Restaurante Cowboys, São Thomé Contabilidade, Central Jóias e Relógios, Trectur, GF Supermercados e Clube Umuarama.

Toninho que quase nos deixou há cerca de um ano, e viu sair daqui vários de seus atletas, lentamente formados pelas mãos de sua equipe, me apresenta Luis Carlos, que já está na seletiva da seleção brasileira de vôlei, e, renovado, mais que nunca acreditando na capacidade criativa de seu trabalho, diz: “está nascendo mais uma grande geração de voleibol!”.

Três Corações se orgulha deste importante trabalho de resgate e inserção social através do esporte! Parabéns Prof. Toninho! Parabéns Mário, Antenor e Bruno! Parabéns aos ‘meninos’ do Vôlei!




MOVIMENTO TR3S CORAÇÕES SEM DEGRAUS


“AS CRIANÇAS FICAM CHAMANDO ELA DE MULA MANCA!”



Como de hábito, recebemos novos membros em nosso grupo: Ana Lúcia, falou-nos de suas duas filhas, uma que teve paralisia e faz tratamento há 10 anos na AACD, e outra que “não sai de casa de jeito nenhum!”. E Maria Helena, falou sobre seu filho Vinícius e sua deficiência.

Ambas iniciaram um tema que logo tomou conta do grupo: o preconceito que as pessoas com deficiências sofrem em nossa sociedade! Falaram da resistência de seus filhos para irem à escola: “as crianças ficam chamando ela de mula manca!”, “eles chamam ele de corcunda!”, “chamam ele de ‘o da APAE’!”. E uma delas acrescentou: “até gente grande chama ele de aleijado!”.

Começamos a discutir a questão das diferenças, sobre como ficamos incomodados diante das diferenças. E Elisamara lembrou bem: “até os deficientes das novelas são perfeitos!”, lembrando uma personagem autista de uma novela recente.

Dayana, cuidadora na Escola Celso Banda, falou de seu orgulho com a evolução que um garoto autista, sob seus cuidados, apresentou. Contou que em sua escola existem 28-30 crianças com deficiência intelectual, e que, para trabalhar como cuidadora, especializou-se em um curso do Pronatec.

O grupo discutiu a importância de se realizar um trabalho nas escolas, de esclarecimento para diminuir o preconceito.

Falamos sobre nosso Projeto de Iniciativa Popular, e decidimos colher assinaturas no sábado, em nossa praça central.

Falei ainda sobre minha participação no Seminário de Educação Inclusiva que foi realizado em nossa cidade, e no qual a Professora Terezinha fez referência ao nosso grupo.

E, ainda, conversamos sobre o que esperamos e em que moldes serão feitas nossas reuniões itinerantes, a partir deste mês.

Por fim, comemoramos o aniversário de 11 anos de nosso ‘peixinho’ Marcus Willian, e também o aniversário do Maycon Emerson, com bolo e salgadinhos.



Até nosso próximo encontro, na quarta-feira, na Escola do Legislativo, a partir das 19h00!




PROFESSORA TEREZINHA ABRE O SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA


“DIREITO À DIVERSIDADE” É O TEMA DA SEXTA EDIÇÃO DO SEMINÁRIO


Numa promoção da SECADI (secretaria do MEC que cuida da educação e práticas inclusivas) e de nossa Secretaria de Educação (através do AEE/ NAE/ CAP), realizou-se durante toda essa semana em Três Corações, reunindo representantes de 69 municípios do Estado, o VI Seminário de Educação Inclusiva.

Após uma belíssima e emocionante apresentação da Banda Tricordiana, sob direção de Braz Chediak e de uma apresentação da ‘linha do tempo da educação inclusiva’, pela principal organizadora do evento, Jane Olivé, que nos disse que “80% dos estudantes com deficiência no Brasil estão nas escolas regulares!”, apresentou-se para uma palestra magna a professora Dra. Maria Terezinha da Consolação Teixeira dos Santos, falando de “Educação de Qualidade, Inclusão e Políticas Públicas”.

Terezinha é consultora da ONU para educação, e foi nossa secretária de educação por 12 anos, iniciou contextualizando o problema: “o contexto é uma escola atenta às diferenças! Este tema tem que interessar a todos, ao prefeito, aos vereadores, ao MP, porque é a única forma de fazer uma escola de qualidade!”. E fez uma admoestação: “A inclusão sempre parece que é problema do outro!”.



Em seguida, elencou o que é uma Escola de Qualidade:

1.    A escola tem um projeto político e pedagógico efetivo.

2.    É uma escola aberta: ativa, interativa e colaborativa, que valoriza as diferenças.

3.    Tem preocupação com o ensino e aprendizagem para todos e de boa qualidade.

4.    Tem trabalho contextualizado com significado e envolvimento dos alunos.

5.    Há um ambiente afetivo e com relações estabelecidas no respeito mútuo.

6.    A escola sofre transformações na organização do tempo, do espaço e das atividades, e no processo de avaliação.

7.    Tem professores pesquisadores e mediadores do conhecimento.

8.    Oferece garantia de oferta de atendimento especializado às diferenças.

E, nos perguntou: “E o que é Escola Inclusiva?”, respondendo que esta tem as mesmas características de uma Escola de Qualidade: “a Escola de Qualidade é para todos e a inclusão é conseqüência e não causa!”.

Terezinha, que é autora do livro “Bem-vindo à Escola”, ainda falou muito mais, por exemplo, mostrando dados gráficos do MEC sobre a evolução positiva da Educação Inclusiva no país. E, citou o MOVIMENTO TR3S CORAÇÕES SEM DEGRAUS como representante na atualidade em nossa cidade de uma organização que luta pelos direitos das pessoas com deficiências.

O Seminário ainda se estendeu com muitas outras atividades, educacionais e culturais, durante a semana, e pela qualidade do primeiro encontro, vem referendar nossa cidade como pólo da Educação Inclusiva em Minas Gerais.




TRANSPORTE PORTA-A-PORTA


MINISTÉRIO PÚBLICO FINALMENTE RECEBE INFORMAÇÕES QUE ATESTAM O DESCUMPRIMENTO DESTE DIREITO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MUNICÍPIO



Nesta semana fui notificado pelo Ministério Público, através do Promotor de Justiça Dr. Victor Hugo Rena Pereira, para apresentar minhas considerações “acerca da manifestação do representado (Município de Três Corações)”.

Vamos aos fatos: em 06/08/2013, fiz uma representação ao MP “em face da Prefeitura Municipal de Três Corações para verificação de omissão deste órgão público quanto às responsabilidades que lhe cabem na efetivação dos Direitos Humanos da Pessoa com Deficiência no Município”, em especial no que tange “à falta de transporte adequado, suficiente e gratuito”, que faz com que muitas pessoas com deficiências, especialmente aquelas com alto grau de comprometimento e severidade em suas diferenças, não consigam acessar as unidades de saúde e de educação especial.

Citando leis federais e a lei municipal 3.796/2012 que “assegura aos deficientes o compromisso municipal com a mobilidade e o acesso à cidade”, e o decreto 7.612/2011 que oferece aos municípios condições político-financeiras para viabilizar as soluções para estas questões, além de outras considerações, solicitei ao MP que verifique as supostas omissões elencadas.



Bem, o Dr. Victor Hugo, determinou este registro como “notícia de fato” e a notificação do Prefeito “para, querendo, oferecer resposta em 15 dias”, e requisitou ao secretário de governo da respectiva pasta, “informações do transporte disponibilizado às pessoas com necessidades especiais, no prazo de 15 dias”. Esta notificação tem a data de 12/08/2013.

Em 19/08/2013, foi enviado pelo MP, ao secretário municipal de Governo, nova requisição (ofício 389/2013), de “informações acerca da atual disponibilização de transporte às pessoas portadoras de deficiência física, para acesso aos serviços de saúde e educação no Município de Três Corações-MG”, também elencando o prazo de 15 dias para seu cumprimento.

Em 22/05/2014, novamente o Dr. Victor Hugo solicitou ao Prefeito “informações completas das medidas adotadas no cumprimento da diligência expedida por essa 3ª Promotoria de Justiça através do ofício no. 389/2013”. E, “na oportunidade, informo-lhe que o prazo fixado expirou em 21 de setembro de 2013”.

Bem, em ofício datado de 26/06/2014, o secretário municipal de Governo, remeteu ao MP “cópia dos expedientes remetidos pela Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal de Saúde, contendo informações acerca da atual disponibilização de transporte às pessoas portadoras de deficiência física, para acesso aos serviços de saúde e educação neste Município”.

Em resumo, as respostas foram: “a Secretaria Municipal de Saúde de Três Corações/MG, vem informar que não dispõe atualmente de veículos especiais para o transporte de pessoas portadoras de deficiência física, para acesso aos serviços de saúde no Município de Três Corações/MG” (da secretária municipal de saúde, Sra. Vandrielen Novais dos Santos Paulino); e “vimos informar que a Rede Municipal de Ensino de Três Corações, dentro de suas possibilidades, procura atender as pessoas com deficiência que precisam de transporte escolar. Na frota da Seduc há 09 micro-ônibus e 05 ônibus com cadeiras de rodas para atender os deficientes físicos. Além dos ônibus, outros sete carros também atendem a deficientes. Não são veículos adequados com adaptações necessárias, mas é o que temos condições de oferecer para garantir o atendimento. São transportados diariamente 105 alunos (lista anexa), sendo 71 da Escola Estadual Santa Tereza e os demais do Ensino Regular” (das secretárias, a Sra. Eliana Neves de Oliveira Villela, e a Sra. Flávia Maria Machado Pereira Rivello, secretária adjunta).

Em minhas considerações vou, sobretudo, solicitar o cumprimento da Lei, que garante às pessoas com deficiência o direito à mobilidade, especialmente, para ter acesso à saúde e à educação: a queixa do não cumprimento de tais direitos foi ouvida nas reuniões do Movimento Três Corações sem Degraus, organização que dá voz às pessoas com deficiências.




Dr. MAURICIO CONVIDA


EDUCAÇÃO + SAÚDE TRAZ O MÉDICO FILIPE NACLE GANNAM

Iniciando nosso semestre de atividades, o Projeto Educação + Saúde, que objetiva a disseminação do conhecimento através do encontro com especialistas de diversas áreas, traz o médico alergologista e imunologista, Dr. Filipe Nacle Gannam, para nos falar sobre ALERGIAS.

A hipersensibilidade a algum agente provoca o que conhecemos como ALERGIA. Esta condição pode se manifestar sob diversas formas, podendo ser respiratória, alimentar, reativa a insetos ou a substâncias químicas, e tendo, manifestações clínicas como prurido, eczema, urticária, tosse, espirros, ‘respiração pela boca’, lacrimejamento, inchaço, náuseas, vômitos, diarréia, espirros, falta de ar, e outras reações sistêmicas.

Há tratamento adequado para estes quadros que pode, em muito, melhorar a qualidade de vida das pessoas acometidas, bem como evitar outras reações mais comprometedoras.

Dr. Filipe é um renomado especialista que tem socorrido muitas pessoas ao longo de seus 40 anos de profissão, e estará disponível para esclarecer sobre esta condição médica e sanar as dúvidas de quem comparecer ao evento.

Nosso encontro será na Escola do Legislativo (anexo à Câmara Municipal), na próxima quinta-feira (07/08), a partir das 19h00. E você é meu convidado!




GRUPO TRIARTE DE TEATRO REALIZA “TESTE DE ELENCO”


BRAZ CHEDIAK FAZ ESCOLA ENTRE OS JOVENS DE TRÊS CORAÇÕES


O diretor do grupo de teatro TRIARTE, Ricardo Luciano, convidou-me para assistir a um ‘teste de elenco’, que fizeram na última quinta-feira, no mesmo local onde Braz Chediak ensaia sua Banda Tricordiana, para escolha de jovens que integrarão seu novo projeto. Até aí tudo bem.

O mais notável é a realização desta seleção em nossas terras e a resposta que tiveram onde cerca de trinta jovens (um dos critérios era a idade, 16 a 24 anos), compareceram para se submeter ao teste!

Interpretando um pequeno texto escrito por um dos membros do grupo, Fernando Araújo, e tendo na jovem talentosa Raniele Barbosa, seu par em cena, estes jovens se desdobraram para exibir-se ao ‘jurados’, entre eles o ativista cultural Paulo de Barros.

Antes, porém, respondiam a algumas perguntas: porque fazer teatro? Você já viu alguma peça? Tem disponibilidade para ensaiar?

Alguns ouviram falar de Shakespeare, e “Romeu e Julieta” foi a mais citada. Mas, a maioria apenas viu uma ou outra apresentação que foi encenada em nossa cidade: “Pluft, o fantasminha” e “O Auto da Compadecida”, dirigidas pelo próprio Braz, foram lembradas. Além disso, pequenas peças religiosas e algumas outras escolares.

Aliás, alguns membros do TRIARTE, como Ricardo e Raniele, beberam dos ensinamentos de Braz. E Ricardo me contou que este seu grupo, antes de se chamar TRIARTE, se chamava FAZ ARTE, corruptela em homenagem ao FAZENDO ARTE, “um grupo que tinha aqui na cidade faz uns 30 anos”, quando eu lhe disse que era eu quem dirigia este grupo, “faz uns 30 anos!”.

Na ‘linha do tempo’ do facebook de Ricardo, vi a seguinte postagem, com um texto atribuído a Juca de Oliveira, como está abaixo:


Por ajudarem a manter viva uma das mais importantes formas de expressão artística que conhecemos: parabéns a todos do Grupo TRIARTE!



SESSÃO ORDINÁRIA

Começa amanhã (04/08), nova Sessão Legislativa em nossa Câmara Municipal, com Sessão Ordinária marcada para as 18h00: estão todos convidados para esta e para as futuras sessões que se dão regularmente às segundas-feiras, neste mesmo horário.

É muito importante o acompanhamento do processo legislativo por toda a sociedade! Somos todos, diretamente, influenciados pelo que se discute e se vota em nossa Casa de Leis ao longo de todo o ano.


Participe! Discuta com os vereadores as nossas proposições! Ajude a construir um processo que seja verdadeiramente democrático!


Nenhum comentário:

Postar um comentário